Escolha uma Página

Mais uma vitória da Classe Trabalhadora

Senhores Professores da Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá,

Bom dia,

Em 2015 o SINPROESC impetrou ação coletiva em defesa dos professores da Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá, Processo nº ACC-0000823-26.2015.5.12.0054; Autor Sindicato Intermunicipal dos Professores no Estado de Santa Catarina – SINPROESC; Réu: Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá, em relação as seguintes demandas: a) o pagamento dos salários a partir de 16 de outubro até o início do ano letivo para os professores que tiveram resilições contratuais no período, com incidência em RSR, feriados e reflexos em aviso prévio, férias + 1/3, horas extras, 13º salário, FGTS + 40%; b) diferenças salariais decorrentes da irregular diminuição da carga horária dos professores, com incidência e reflexos nos títulos que descreve; c) diferenças das verbas rescisórias, sendo considerado para fins de cálculos a maior remuneração; d) multa do § 8º do art. 477, da CLT aos substituídos que tiveram suas homologações realizadas foram do prazo legal; e) multas convencionais; f) indenização por dano moral coletivo em razão das verbas suprimidas.

Apesar de toda a conjuntura desfavorável aos trabalhadores e principalmente ao movimento sindical, esta é sem dúvida uma importante vitória para a categoria. Muitos imaginavam que o SINPROESC iria sucumbir a esta conjuntura fascista. Enganaram-se. Vamos continuar atuando sempre em defesa da categoria diferencia dos professores e conclamo para que todos os docentes filie-se ao sindicato, somente juntos vamos fazer a diferença.

Solicitamos aos professores, que nos encaminhe seus dados bancários, e-mail e telefone, para o número do WhatsApp do Sindicato (48) 99185-5871 maiores informações através do e-mail: juridico@sinproesc.org.br a fim que possamos fazer os devidos depósitos de mais uma vitória da persistência e de todo o conhecimento do arcabouço jurídico de nossa assessoria, que com maestria conduziu esta ação.

A vitória é de todos. FILIE-SE

Atenciosamente,

 

Prof. Carlos Magno da Silva Bernardo
Presidente