Publicado por Dra. Rebeca Robert [1] – 21 horas atrás

Segundo a advogada e professora de Direito do Trabalho Rebeca Robert, o vale-transporte é um benefício que o empregador antecipa ao trabalhador para utilização efetiva para despesas de deslocamento residência/trabalho e trabalho/residência. A concessão do vale-transporte autoriza o empregador a descontar mensalmente do beneficiário, o que utiliza 6% do salário básico. O vale-transporte só é obrigatório se o trabalhador utilizar condução para trabalhar.

Já o vale-alimentação não é obrigatório, mas um benefício. O vale-alimentação é utilizado para compras em mercado e o vale-refeição para as refeições, como o próprio nome diz. Segundo a professora, tanto o vale-alimentação quanto o vale-refeição têm que ser recebidos na forma de tíquete. Se a empresa fornecer em forma de dinheiro, o valor passa a integrar o salário.