Esclarecemos que a exigência para que professores batam o ponto é da UNIARP.

O sindicato jamais havia se pronunciado com relação a este assunto, até por que somos contrários a essa situação.

O Presidente do SINPROESC, Prof. Carlos Magno, conversou com assessoria jurídica do sindicato e o mesmo foi taxativo: “a UNIARP não pode usar o nome do sindicato para exigir que professores batam o ponto, a fim de que a entidade se adeque ao e-Social.”

Estamos agendando reunião com a instituição para os dias 16 ou 17 do corrente mês, para tratar deste assunto.

Carlos lembrou que a Convenção Coletiva de Trabalho não exige ponto e o entendimento é que ponto de professor é a grade de aulas, as aulas dadas.

Professor! Fique atento!

O SINPROESC sempre comunica suas decisões e deliberações, na página da entidade, por e-mails cadastrados e nas suas redes sociais. Toda e qualquer decisão e/ou acordos feitos com entidades patronais são amplamente divulgadas a toda base, portanto não acreditem no que falam sem antes certificarem-se junto ao seu sindicato.

Paulo Cesar Amante
Assessor Comunicação

.