O povo brasileiro assistiu calado, na tarde de ontem, 11 de julho de 2017, o maior atentado contra os seus direitos trabalhistas, o desmonte da CLT, por este Congresso corrupto a serviço de empresários, financiadores de campanhas.

Aprovada no Senado, por 50 votos favoráveis e 26 votos contrários, a Reforma Trabalhista gera contentamento para empresários, capitalistas que visam única e exclusivamente lucro e rentabilidade para seus negócios, em detrimento do desenvolvimento social da população de um país, da massa de trabalhadores e trabalhadoras que o compõem, que efetivamente geram riqueza e, em regra, a esta, pouco ou nenhum acesso têm.

O golpe, financiado pelo capital e amplamente maquinado pela mídia hegemônica, não se resume a derrubada de um governo (Dilma) para instauração de outro, ilegítimo e igualmente corrupto (Temer). O golpe vai muito além de acesse aqui a matéria na integra …